Follow by Email

Total de visualizações de página

domingo, 19 de abril de 2009

O enoturismo

À diferença da região de Gramado e Canela que viu aumentar o número de visitantes graças a suas belezas naturais e aos enormes investimentos na área de serviços, a região da uva e do vinho que compreende as cidades de Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Garibaldi, vive um excelente momento graças ao encanto do eno-turismo que oferece experiências únicas como a colheita das uvas, elaboração dos vinhos e degustações de sucos, vinhos e espumantes. Este fenômeno é resultante do esforço conjunto que iniciaram na década de noventa um grupo de vinícolas que criaram o Vale dos Vinhedos com esse objetivo. Ao longo dos anos investiram em divulgação, melhoria das instalações para recebimento de turistas, sinalização, estradas e por tal razão, merecem o êxito de sua iniciativa. Com este novo e crescente movimento de pessoas estão surgindo investimentos na área de serviços como hotéis, pousadas e restaurantes que bem complementar a infra-estrutura que toda região turística precisa. Graças e este pioneirismo a todo o momento surgem novas propostas de eno-turismo como os Vinhos de Montanha, Rota dos Espumantes e outras que enriquecem a oferta a atraem pessoas de todo o Brasil e exterior.
Com as dificuldades de comercialização que encontram as vinícolas pela concorrência, as vezes predatória, dos vinhos importados, o eno-turismo está se transformando numa verdadeira taboa de salvação em especial para as de pequeno porte, familiares. O contato direto com os apreciadores de vinhos e espumantes é a maior ferramenta de marketing. Nada é mais marcante para o visitante que falar com o enólogo ou proprietário, escutar suas histórias, descobrir pequenas jóias produzidas em pequena escala e inexistentes nos pontos de comercialização habituais, poder levar para casa aquele novo varietal feito de forma artesanal com preço convidativo pela ausência de intermediários, enfim descobrir a verdadeira vitivinicultura gaúcha. A vitivinicultura feita por pessoas apaixonadas pelo que fazem, dedicadas e orgulhosas de suas pequenas obras de arte.
Beber ao pé do tonel o mais simples dos vinhos feito com Isabel ou Cabernet é uma experiência inigualável que todo amante desta maravilhosa bebida deve realizar.
Será a oportunidade de guardar o vinho no local mais apropriado: a memória.

Nenhum comentário: