Follow by Email

Total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de julho de 2009

O ciclo anual da videira - Parte 2






A poda: Quando se aproxima o fim do inverno, quase no mês de agosto, e realizada a poda da videira que é a eliminação dos galhos do ano anterior e a preparação dos futuros "carregadores". Esta poda, conhecida como "poda seca", exige conhecimentos por isso é realizada por pessoas especialmente treinadas. Neste momento se faz a primeira decisão sobre a quantidade desejada de produção por pé, lembrando que esta decisão é uma variável importantíssima para a qualidade do fruto. Uma produção média ideal por pé esta situada entre dois e três quilos conforme a variedade e a região, o que permite que a planta "alimente" adequadamente cada cacho e este consiga níveis de maturação suficientes para asegurar boa carga de açúcares e componentes da cor.
A planta não começa a brotar logo após a poda, permanece até o aumento das temperaturas.
Inicio do movimento da seiva: Um dos indícios que a brotação está proxima é o "choro" da videira representado por gotas de seiva que se desprendem das extremidades onde houve o corte feito na poda. É uma das imagens mais bonitas do ciclo.
Inicio da brotação: Aproximadamente quinze dias após o choro a videira começa lentamente a brotar, dando inicio ao ciclo vegetativo. Neste ciclo que compreende a brotação, floração, fecundação e formação do cacho, o clima desempenha um papel importantíssimo.
Brotação: É o momento mais delicado do ciclo já que possíveis geadas podem ocasionar perdas irreparáveis desde o ponto quantitativo. Durante o fim do mês de setembro e inicio de outubro o ideal é clima com temperaturas em elevação e moderadas chivas.

Nenhum comentário: