Follow by Email

Total de visualizações de página

segunda-feira, 4 de junho de 2018

Wine Tour Mendoza – Parte 2




O roteiro estabelecia que visitaríamos duas cantinas por dia, quatro no total.

Uma de manhã com almoço e uma à tarde. Julgo que um número maior, quando a pretensão é fazer visitas demoradas com degustação, seria cansativo e repetitivo. Qualidade antes que quantidade.

No primeiro dia nos aguardavam Carmelo Patti as 11:00 hs e Bodega Norton as 13:00 hs com almoço. O dia prometia em especial porque não conhecia nenhuma.

Carmelo Patti

O lugar é simples e despojado, mas um quadro com o rosto de Carmelo Patti na parede da recepção me deixou a impressão que encontraria um astro pouco modesto.

Ledo engano. Quando Carmelo chegou e deu as boas vindas ao grupo num palavrado simples e acolhedor, senti que o conhecia de longa data.
Logo me identifiquei com a forma de praticar a enologia, de entender a viticultura, os tempos, sem mistérios, sem frescuras.

A cantina é um galpão onde Carmelo elabora seus vinhos com uvas produzidas por um amigo que é o fornecedor de sempre.

Não há equipamentos sofisticados nem instalações luxuosas. Tudo e simples como ele. O papo foi agradabilíssimo, nos contou sua história, sua filosofia de trabalho, sua passagem por algumas cantinas como consultor e em especial nos falou sobre seus vinhos.

O tempo passou rápido porque Carmelo, com sua simplicidade, sabedoria e riso fácil faz com que todos nos sintamos em casa. Fiquei feliz pela escolha.

A forma de elaborar é a tradicional, clássica com o mínimo de intervenção.
Controle rigoroso sobre a sanidade e maturação da uva, desengaçado e maceração por longos períodos para extração dos componentes da cor e estrutura, repouso e maturação em madeira nobre e longo envelhecimento na garrafa.

Todos os vinhos passam por barricas usadas onde maturam demoradamente por períodos variáveis, dependem da decisão única e pessoal de Carmelo.

Não há formulas, não há prazos preestabelecidos, cada vinho é maturado e envelhecido conforme sua evolução.

Como deve ser. Assim de simples.

Alguém avisou a Carmelo que eu era enólogo e ele imediatamente disse que me conhecia porque havia ouvido falar de mim. Com certeza foi uma gentileza deste homem generoso.
Ao sair me brindou com uma garrafa de seu Cabernet Franc 2013, me deu um cartão e pediu que enviasse por e-mail minha impressão. Com certeza o farei.

Ao final Carmelo nos apresentou 3 vinhos que degustamos, Malbec 2013 (u$ 21,00) , Cabernet Sauvignon 2008 ( u$ 18,00) e Gran Assemblage 2008 (u$ 32,00).

Se observam os preços, situados entre R$ 70,00 e R$ 120,00 podem ver que são absolutamente justos pela qualidade dos vinhos.

Todos os vinhos são medianamente alcoólicos, muito equilibrados, saborosos e delicados.

Talvez por ser muito novo, o Malbec foi o que menos me empolgou porque a meu ver falta tempo de evolução, intensidade. Por ter muita fibra com o tempo ficará magnífico.

Dos outros dois, o Cabernet Sauvignon surpreende pelo caráter varietal e delicadeza. É um vinho amável, sedutor.

Mas meu preferido foi o Gran Assemblage, com boa intensidade de cor, límpido, leves aureolas laranjas de evolução, aromas intensos de frutas secas muito bem harmonizadas com ligeiras notas de madeira nobre, sabor longo, intenso, delicado, vinoso.

Este vinho composto de Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot e Cabernet Franc traduz perfeitamente o estilo Patti, vinhos que apesar de marcantes, se destacam pela amabilidade, são saborosos, convidativos, totalmente desvestidos das características que predominam nos vinhos da moda, muito álcool, muito corpo, muita madeira, muito nada.

Sei que algumas pessoas vão ficar espantadas, mas se fosse por mim, os tomava de garrafão.

2 comentários:

jacques disse...

Adoro os vinhos do mago Carmelo, sempre apreciei. Tive o prazer de conseguir a primeira safra do cabernet franc, que foi exatamente a safra 2013 que vc foi presenteado. O melhor cabernet franc sul americano já degustado por mim. As impressões vou deixar contigo.
Abraços
Jacques

Adolfo Lona disse...

Eu vou degustar neste fim de semana. Depois trocamos experiências. Com certeza será bom. Abs.