Follow by Email

Total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Uma grande notável




Tenho relações comerciais com a Cooperativa Aurora de Bento Gonçalves há mais de trinta anos.

Em 2004, quando decidi sair da Bacardi-Martini por não encontrar mais nela o entusiasmo que predominava na época da saudosa Martini-Rossi e abri uma pequena produtora de espumante em Garibaldi, procurava um parceiro confiável para elaborar os espumantes pelo método charmat já que o pequeno volume de produção inviabilizava qualquer investimento em equipamentos.

Precisava um parceiro confiável que dispusesse de equipamentos e instalações modernas e principalmente uma equipe técnica preparada e comprometida com a qualidade. E encontrei tudo isto na Cooperativa Aurora.

Poucas pessoas conhecem bem esta vinícola que é um exemplo de profissionalismo, mais considerando que numa cooperativa todos são donos e ninguém é dono.

Contando na direção com pessoas fantásticas como os saudosos Armindo Schenatto e Carlos Zanotto (o Caio) e agora o competente Além Guerra, por ela passaram enólogos notáveis como Regina Flores e Antonio Scharnobay. A equipe atual é formada por Flavio Zilio, Jurandir Nosini, Roberto Lazzarini e outros auxiliares que conduzem com dedicação a enorme gama de produtos comercializados pela cooperativa.

O desafio que estes enólogos enfrentam todos os anos é gigantesco porque diferentemente daqueles que escolhem tipo e quantidade de uvas a vinificar, eles tem de atender o principio que norteia toda cooperativa: receber toda a uva de todos seus associados, sem distinção. Isto não é para qualquer um.

Após todos estes anos me sinto tranquilo, confiante e muito bem servido por todos.

Numa demonstração de inovação e capacidade técnica Aurora lançou recentemente um Chardonnay elaborado com uvas da propriedade que possuem em Pinto Bandeira.
Degustei recentemente devido à seleção que estou fazendo para a carta do restaurante Sushi by Cleber de Porto Alegre e confesso que fiquei surpreso. É o melhor Chardonnay que degustei nos últimos anos pela estrutura, elegância e complexidade. Não me surpreende conhecendo os responsáveis deste mérito.

Aqueles que, talvez por preconceito, acham que por ser cooperativa e grande Aurora é incapaz de produzir grandes vinhos recomendo prestar atenção neste vinho, na honestidade de seus varietais e de seus reservas.

Na Argentina quando não quero errar, vou de Norton, no Brasil vou de Aurora.

2 comentários:

Katina disse...

Posso dizer que sou um dos que tinham preconceito com a Aurora, mas diante de notícias nos últimos anos de uma "virada", com a vinícola lançando diversos produtos de qualidade e preço justo, me abri à experiência de jogar os preconceitos fora. Em minha última viagem a Bento, agosto passado, visitei a Aurora e degustei pelo menos 8 de seu produtos da linha Aurora, me surpreendendo, me impressionando com o Assemblage 80, com o Pinot 2012, com CS Reserva, entre outros. Trouxe uma caixa cheia de garrafas de volta aqui para Sampa e aqui descobri que diversos lugares como o Pão de Açucar e o Zaffari estão vendendos garrafas da sensacional safra de 2012. Aproveitei e - como devemos fazer em anos de safras boas - comprei para estocar. Enfim, MAIS UMA SURPRESA maravilhosa, dentre tantas, que encontrei neste nosso corajoso e talentoso brasil vinícola.

Adolfo Lona disse...

Sem dúvida a Aurora elabora produtos de excelente qualidade. Felizmente o preconceito vai caindo aos poucos. Abraço