Follow by Email

Total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Você sabia? - Viticultura


1. Que “cavalo” é o nome dado ao porta-enxerto?
2. Que “muda” é o nome dado à planta da videira composta do cavalo + enxerto, com raiz, pronta para ser cultivada?
3. Que SO4 é o nome de um dos mais difundidos porta-enxerto, muito utilizado na Europa para o cultivo de variedades finas como Chardonnay e Pinot Noir, de origem americana e que seu nome deriva do nome e local onde foi obtido (Teleki 4 Sel. Oppenheim)?
4. Que a videira precisa em torno de 800 mm de água durante todo seu ciclo vegetativo, e em alguns países, onde há falta desta quantidade é permitida a irrigação?
5. Que a irrigação por “inundação” é aquela na qual a água chega às videiras através de canais abertos na terra?
6. Que este sistema é muito utilizado ainda na província de Mendoza, na Argentina, com uso da água de desgelo?
7. Que o sistema de irrigação por gotejamento é aquele que conduz a água através de finas mangueiras distribuídas nas fileiras, que gotejam na planta e também podem levar nutrientes e adubação?
8. Que a videira reage mal ao excesso de produtividade porque ao não conseguir “alimentar” todos os cachos, estes resultam em frutos pouco menos maduros e com menor carga de componentes, comprometendo a qualidade do futuro vinho?
9. Que o Brasil é um dos poucos países do mundo vitícola que permite o cultivo de uvas da espécie “americana”, proibidas na maior parte do mundo?
10. Que “latada” é um sistema de condução da videira na qual os arames de sustentação da planta são dispostos na posição horizontal formando um teto?
11. Que este sistema, muito utilizado no Brasil, é adequado para uvas americanas, de alta produtividade e resistentes ás doenças ocasionadas pelo excesso de umidade?
12. Que “espaldeira” é um sistema de condução da videira no qual os arames de sustentação da planta são dispostos na posição vertical.
13. Que este sistema, pela boa exposição do fruto aos raios solares, é adequado para o cultivo de uvas da espécie européia como Merlot, Cabernet, Chardonnay e outras utilizadas para elaborar vinhos finos e espumantes?

Um comentário:

Caren disse...

Muito interessante esse post. Os termos fazem parte do dia a dia dos enólogos e viticultores, mas é ótimo trazê-los também para os apreciadores de vinho, que as vezes não tem a menor ideia de que a bebida que tem na taça passa por tantas fases e é tão rica de detalhes.
Abraços de boas festas! (regadas a espumante brasileiro, é claro!)