Follow by Email

Total de visualizações de página

domingo, 19 de julho de 2015

Sem defeitos




No universo das bebidas não há nenhuma com tantas virtudes como o espumante.

Vejamos algumas:

Alegre: Todas as pessoas, independentemente de classe social, levam na memória infinidade de momentos alegres, em família, comemorativos como aniversários, Natal, Fim de Ano, casamentos, etc. onde a presença do espumante era constante. Por esta razão esboçam um sorriso ao ouvir o estampido feito pela retirada intempestiva de uma rolha ou a chegada de uma bandeja cheia de taças de borbulhante espumante.
Há, é verdade, uma razão natural descoberta lá pelo século XVII que faz com que as pessoas fiquem mais soltas e alegres ao beber o primeiro gole de espumante: o gás carbônico faz com que o álcool ingerido circule mais rapidamente no fluxo sanguíneo e por isso seus mínimos efeitos se sentem de imediato.

Sedutor, nobre: O aspecto, o visual, o encanto que provocam as borbulhas transparentes caminhando rapidamente até a boca da taça com certeza é uma das maiores virtudes que o diferencia de todas as outras bebidas.
Não é necessário colocar como exemplo a enorme diferença que há entre um jantar acompanhado de cerveja com um harmonizado com espumantes.

Sempre recomendo, por uma questão de precaução, guardar uma garrafa de espumante na geladeira, na base inferior da porta. Estará quase pronta para o consumo é será uma alternativa maravilhosa de terminar melhor um dia estressante, comemorar tudo ou nada, celebrar à vida ou recepcionar adequadamente uma visita inesperada.

Todo momento intimo fica mais sedutor e mais cálido com a presença do espumante.
Não por nada o lendário conquistador Casanova dizia: “O champagne é um equipamento essencial à sedução”.

Versátil: Existe a ideia equivocada que o espumante acompanha somente entradas frias ou sobremesas. Ele é mais versátil que o vinho tinto porque oferece uma maior variedade de tipos, nature, extra brut, brut, demi-sec, doces além de brancos e rosados que se adaptam a um número maior de pratos. Os vinhos tintos dificilmente convivem harmoniosamente com pratos mais leves.

É um infalível companheiro de ostras, frutos de mar, peixes, entradas frias, saladas, risotos, pratos à base de frango e carnes vermelhas grelhadas. O gás carbônico também desempenha a função de “lavar as papilas” e deixa-las prontas para saborear o prato.

Se há um o pais adequado ao maior consumo de espumantes é o Brasil que possui um litoral maravilhoso, extenso com uma gastronomia à base de peixes e frutos do mar e um clima tropical durante os doze meses do ano. O pouco consumo de espumantes nestas regiões é um simples problema de cultura alimentar, falta de costume, de habito. Algum dia descobrirão suas virtudes.

Competitivo: O mercado oferece espumantes numa faixa de preços tão ampla que os torna competitivos. Há ofertas para todos os bolsos e gostos.

É nosso: Se todas as razões expostas não são suficientes existe uma que nos enche de orgulho: É NOSSO. Do consumo total de espumantes no Brasil, nada mais que oitenta por cento corresponde a produtos brasileiros, na sua maior parte gaúchos que nada devem aos importados em qualidade e preço.

Como produtor de espumantes sempre tive claro que não oferecemos uma bebida alcoólica, oferecemos momentos e por isso nossos produtos, sejam nature, brut ou demi-sec, tem de serem agradáveis, convidativos, fáceis de consumir.

Não podemos frustrar a expectativa de um momento alegre, festivo, prazeroso com espumantes duros, ásperos, ácidos ou melosos.

Ficamos lisonjeados pelos comentários positivos dos críticos mas o foco é a razão de nossa existência: o consumidor.


Nenhum comentário: